Na saída do Palácio do Alvorada, Bolsonaro deu preferência a populares do que a imprensa