Apesar do recuo de Bolsonaro no apoio à volta do AI-5, STF comanda um inquérito para apurar atos