Empresa investigada por fraudar venda de respiradores faturou R$ 48 milhões